Ourivesaria em Lisboa
Anéis de Noivado a origem foi no Egito 2.800 a.C

Anéis de Noivado a origem foi no Egito 2.800 a.C

A tradição do anel de noivado costuma ser atribuída, pela maioria dos historiadores, aos Egípcios. No entanto, há indícios de que a troca de anéis entre apaixonados era uma prática bastante comum também na Grécia e em Roma.

Tradicionalmente, quando o noivo pedia a mão da noiva e obtinha o consentimento dos seus pais, oferecia o anel de noivado de modo a oficializar o pedido de casamento.

Hoje em dia, a mão “pede-se” por quem tiver a ousadia de o fazer primeiro e o consentimento parental é considerado uma bênção (e não uma "obrigação").

Anéis de Noivado

Anéis de Noivado uma grande gama de designs exclusivos na Ourivesaria Pesarum em Lisboa. Alianças de Casamento lindas e confortáveis, criamos as alianças a sua medida e a todos os preços. Alianças de casamento em ouro de 9 e 19,2 kilates, ouro de lei Português.

No Egito (por volta de 2800 a.C), era comum que os homens utilizassem joias como símbolo de sua riqueza. Assim, quando se casavam, ao presentear a esposa com um anel, o homem anunciava que sua riqueza também passava a ser de sua amada.

Mas, ao contrário do que muitos pensam, os anéis de noivado nem sempre foram como conhecemos hoje. Inicialmente, a maioria dos anéis de noivado não tinham pedras, eram feitos somente com metais.